O estudante Wallas Silva Fernandes Lima, de 20 anos, envolvido em uma briga que resultou na morte de Honório Sá Barreto, de 15 anos, na Escola Estadual Normal São Pedro, em Macarani, apresentou-se espontaneamente nesta quarta-feira (13) na Delegacia Territorial (DT) da cidade. De acordo com informações da Polícia Civil, Wallas foi atacado por Honório e outros três amigos, no interior da escola e reagiu. Honório e outro agressor, Max William Alves Batista dos Santos, 19, ficaram feridos. O grupo formado por Honório, Max, outro adolescente de 15 anos e um homem ainda não identificado aproveitou-se de uma feira cultural aberta ao público, realizada na escola, para entrar no local onde Wallas estuda. Ele era perseguido pelo grupo há dois dias, depois de uma briga anterior, ocorrida há 10 dias. Professores, alunos e familiares dos envolvidos no episódio já foram ouvidos pelo titular da DT/Macarani, delegado Irineu Andrade. Sem passagens pela polícia, Wallas foi ouvido e, antes de ser liberado, indiciado por homicídio e tentativa de homicídio. A polícia apura se a faca utilizada nos crimes foi levada para o colégio por um dos agressores ou por ele.
Por Andrengelo