Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

Internado nesta quarta-feira (28) em um hospital em Brasília, o deputado afastado Paulo Maluf (PP), 86 anos, poderá cumprir prisão domiciliar, determinou o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), de acordo com o blog da jornalista Andréia Sadi. O ex-prefeito de São Paulo está detido desde dezembro do ano passado no Complexo Penitenciário da Papuda. Ao justificar sua decisão, o ministro afirmou que documentos apresentados pela defesa de Maluf atestam que ele “passa por graves problemas relacionados à sua saúde no cárcere, em face de inúmeras e graves patologias que o afligem”.

“Aliás, a notícia divulgada na manhã desta quarta-feira, em respeitados veículos de comunicação da imprensa brasileira, de que ele foi internado às pressas em hospital no fim da noite passada, por complicações no seu estado de saúde, corroboram os argumentos trazidos à colação pela defesa, bem como reforçam, pelo menos neste juízo de cognição sumária, a demonstração satisfatória, considerando os documentos que instruem este feito, da situação extraordinária autorizadora da sua prisão domiciliar humanitária”, escreveu Toffoli