A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) apontou, nesta quarta-feira (17), que 20 macacos foram encontrados mortos somente neste ano em Salvador – a pasta ressalta, no entanto, que ainda não se sabe se as mortes são relacionadas com a febre amarela. Segundo o Correio, 17 deles aguardam resultados do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) para verificar se os animais eram portadores da doença. Três tiveram os diagnósticos do exame indeterminados, por não ter coleta de amostra ou pelo fato de o corpo do símio estar em decomposição. No ano passado, 214 foram encontrados mortos e recolhidos na capital, dos quais 11 confirmados como portadores de febre amarela