Foto: Divulgação

A proposta de reforma da Previdência do governo estabelecerá idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres, depois de um período de transição de 12 anos, anunciou nesta quinta-feira (14) o secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho. O texto será encaminhado ao Congresso na próxima quarta-feira (20), quando será conhecido o inteiro teor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC).

“O presidente defendia 65 [anos para homens] e 60 anos [para mulheres] e uma transição mais longa. Nós conversamos com ele, e o presidente tem sensibilidade. Entendeu também as condições da economia. E fez a distinção do gênero. Ele acha importante que a mulher se aposente com menos tempo de contribuição e trabalho do que o homem e nós conseguimos encurtar um pouco essa questão da transição”, declarou Marinho.
Atualmente, é possível se aposentar de duas formas: sem idade mínima, a partir dos 35 anos de contribuição (homens) ou dos 30 (mulheres); ou a partir de 65 anos (homens) ou 60 anos (mulheres), com tempo mínimo de 15 anos de contribuição. Com informações do G1.