WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



“RECLAMAÇÃO DE PREFEITOS BAIANOS NÃO TEM SENTIDO”, AFIRMA DILMA

Em Vitória da Conquista, nessa terça-feira (16), um grupo de prefeitos protestou em busca de aumento nos Fundo de Participação dos Municípios (FPM), durante a visita da presidente Dilma Rousseff. O prfeito de Caculé, José Roberto Neves (DEM), estendeu o seu boné numa especie de cuia de esmola, mas Dilma se esquivou. Em Salvador, em entrevista, Dilma foi questionada sobre queixas dos prefeitos relacionadas à diminuição do FPM e se apoiaria a PEC 39/2013, que tramita no Senado e determina o aumento desse fundo. “Não tem sentido o pleito”, disse Dilma.
“Eu quero esclarecer que o FPM não diminuiu. Mesmo com as desonerações federais, o FPM cresceu [neste ano] 7,5% ou 1,1% se você descontar a inflação”, afirmou a presidente. Dilma disse que o debate do FPM tem de ser feito “no contexto de discussão de todas as desonerações” e que o governo federal tem tomado medidas “que ajudam o custeio” das prefeituras. Citou, nesse ponto, o programa Mais Médicos, pelo qual o governo federal paga uma bolsa de R$ 10 mil mensais a profissionais brasileiros e estrangeiros para trabalharem na atenção básica dos municípios. Com informações do Folhapress.

FESTA DO VAQUEIRO EM MAIQUINIQUE DE 15 A 17 DE NOVEMBRO

Governo vai autorizar em novembro migração de rádios AM para FM

A velha e boa rádio AM vai ganhar novo fôlego no Brasil, com a migração das emissoras para a faixa FM. Como nenhum aparelho eletrônico moderno, incluindo os celulares, recebem o sinal AM, as rádios que operam nessa faixa estavam perdendo público velozmente, principalmente entre os mais jovens, disse hoje (14) o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, durante a 43ª Assembleia Geral da Associação Internacional de Radiodifusão, que este ano ocorre no Rio de Janeiro.
Paulo Bernardo disse que a digitalização do rádio, assim como vem acontecendo com a TV, ainda não tem um modelo que definitivamente sirva ao Brasil. “O que nós vamos fazer ainda este ano é autorizar as rádios AM se transformarem em rádios FM. Uma das pressões que temos para fazer o rádio digital é que a qualidade do rádio AM está caindo, principalmente nos grandes centros urbanos. Isso prejudica muito a audiência. A juventude, por exemplo, nem ouve mais rádio AM”, declarou.

Bernardo informou que já foram feitos estudos que apontam viabilidade para a migração. “Com a digitalização da TV, nós temos os canais 5 e 6 [liberados], onde cabem muitas rádios. Nós estamos fazendo uma solução que é importante, que é autorizar rádio AM para a faixa de FM. Isso vai ser assinado em novembro, que tem o Dia do Radialista [comemorado em 7 de novembro.]”
O ministro disse também que o desligamento do sinal analógico para os antigos aparelhos de televisão, chamado de switch off, ocorrerá no primeiro semestre de 2015, mas que o cronograma ainda está sendo acertado com as emissoras. Segundo Bernardo, não haverá, contudo, prejuízo para o público, pois o governo vai facilitar a aquisição dos aparelhos necessários para converter o sinal digital para as televisões analógicas.
O presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Daniel Slaviero, explicou que, com a futura liberação do espectro de 700 mega-hertz (MHz), onde hoje operam as televisões analógicas, parte desse espaço será ocupado pelas rádios AM.
“Hoje a faixa de frequência do FM atual vai de 88 MHz a 108 MHz. Os canais 5 e 6 vão de 76 MHz a 88 MHz. É o que agente chama de faixa contígua ao FM. O decreto conterá que nos municípios onde tem outorga e todas as AM cabem no espectro atual de FM elas migram automaticamente e devolvem sua frequência AM para o governo. E nas emissoras que vão para os canais 5 e 6, elas começam a operar e terão um prazo de transmissão simultâneo até cinco anos”, explicou.
O presidente da Abert disse ainda que, para garantir que os novos rádios possam captar essa faixa extra de FM, o governo deverá editar uma portaria obrigando todos os receptores produzidos no Brasil já virem com atualização do software para a faixa estendida. Agência Brasil

“RECLAMAÇÃO DE PREFEITOS BAIANOS NÃO TEM SENTIDO”, AFIRMA DILMA

Em Vitória da Conquista, nessa terça-feira (16), um grupo de prefeitos protestou em busca de aumento nos Fundo de Participação dos Municípios (FPM), durante a visita da presidente Dilma Rousseff. O prfeito de Caculé, José Roberto Neves (DEM), estendeu o seu boné numa especie de cuia de esmola, mas Dilma se esquivou. Em Salvador, em entrevista, Dilma foi questionada sobre queixas dos prefeitos relacionadas à diminuição do FPM e se apoiaria a PEC 39/2013, que tramita no Senado e determina o aumento desse fundo. “Não tem sentido o pleito”, disse Dilma.
“Eu quero esclarecer que o FPM não diminuiu. Mesmo com as desonerações federais, o FPM cresceu [neste ano] 7,5% ou 1,1% se você descontar a inflação”, afirmou a presidente. Dilma disse que o debate do FPM tem de ser feito “no contexto de discussão de todas as desonerações” e que o governo federal tem tomado medidas “que ajudam o custeio” das prefeituras. Citou, nesse ponto, o programa Mais Médicos, pelo qual o governo federal paga uma bolsa de R$ 10 mil mensais a profissionais brasileiros e estrangeiros para trabalharem na atenção básica dos municípios. Com informações do Folhapress.

Governo vai autorizar em novembro migração de rádios AM para FM

A velha e boa rádio AM vai ganhar novo fôlego no Brasil, com a migração das emissoras para a faixa FM. Como nenhum aparelho eletrônico moderno, incluindo os celulares, recebem o sinal AM, as rádios que operam nessa faixa estavam perdendo público velozmente, principalmente entre os mais jovens, disse hoje (14) o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, durante a 43ª Assembleia Geral da Associação Internacional de Radiodifusão, que este ano ocorre no Rio de Janeiro.
Paulo Bernardo disse que a digitalização do rádio, assim como vem acontecendo com a TV, ainda não tem um modelo que definitivamente sirva ao Brasil. “O que nós vamos fazer ainda este ano é autorizar as rádios AM se transformarem em rádios FM. Uma das pressões que temos para fazer o rádio digital é que a qualidade do rádio AM está caindo, principalmente nos grandes centros urbanos. Isso prejudica muito a audiência. A juventude, por exemplo, nem ouve mais rádio AM”, declarou.

Bernardo informou que já foram feitos estudos que apontam viabilidade para a migração. “Com a digitalização da TV, nós temos os canais 5 e 6 [liberados], onde cabem muitas rádios. Nós estamos fazendo uma solução que é importante, que é autorizar rádio AM para a faixa de FM. Isso vai ser assinado em novembro, que tem o Dia do Radialista [comemorado em 7 de novembro.]”
O ministro disse também que o desligamento do sinal analógico para os antigos aparelhos de televisão, chamado de switch off, ocorrerá no primeiro semestre de 2015, mas que o cronograma ainda está sendo acertado com as emissoras. Segundo Bernardo, não haverá, contudo, prejuízo para o público, pois o governo vai facilitar a aquisição dos aparelhos necessários para converter o sinal digital para as televisões analógicas.
O presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Daniel Slaviero, explicou que, com a futura liberação do espectro de 700 mega-hertz (MHz), onde hoje operam as televisões analógicas, parte desse espaço será ocupado pelas rádios AM.
“Hoje a faixa de frequência do FM atual vai de 88 MHz a 108 MHz. Os canais 5 e 6 vão de 76 MHz a 88 MHz. É o que agente chama de faixa contígua ao FM. O decreto conterá que nos municípios onde tem outorga e todas as AM cabem no espectro atual de FM elas migram automaticamente e devolvem sua frequência AM para o governo. E nas emissoras que vão para os canais 5 e 6, elas começam a operar e terão um prazo de transmissão simultâneo até cinco anos”, explicou.
O presidente da Abert disse ainda que, para garantir que os novos rádios possam captar essa faixa extra de FM, o governo deverá editar uma portaria obrigando todos os receptores produzidos no Brasil já virem com atualização do software para a faixa estendida. Agência Brasil

MUITO TRISTE: QUADRA DO BAIRRO GUARUJÁ TOTALMENTE ABANDONADA

Quadra denominada o saudoso Alvaro Figueredo encontra-se totalmente abandonada, fica impossível a prática da atividade esportiva nessa área, o que se vê é um piso com chão batido, mato alto espalhado pelo espaço, além de entulho acumulado uma parte do alambrado está no chão.
Deveriam usar o bom censo e ter feito a manutenção adequada o que é obrigação do município, pois o dinheiro do contribuinte não é água para mandarem pelo ralo.
Fonte:MacaraniUrgente

MUITO TRISTE: QUADRA DO BAIRRO GUARUJÁ TOTALMENTE ABANDONADA

Quadra denominada o saudoso Alvaro Figueredo encontra-se totalmente abandonada, fica impossível a prática da atividade esportiva nessa área, o que se vê é um piso com chão batido, mato alto espalhado pelo espaço, além de entulho acumulado uma parte do alambrado está no chão.
Deveriam usar o bom censo e ter feito a manutenção adequada o que é obrigação do município, pois o dinheiro do contribuinte não é água para mandarem pelo ralo.
Fonte:MacaraniUrgente

Concurso Público do IBGE oferece vagas para Itapetinga

Estão abertas as inscrições para o concurso público do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). São 12 vagas para pesquisador em informações geográficas e estatísticas. O edital pode ser acessado através do site da Fundação Cesgranrio. Do total, 5% das vagas são reservadas para pessoas com deficiência e as oportunidades são para a cidade do Rio de Janeiro.
Os salários podem chegar até R$ 8.907,45, a depender da gratificação por titulação. Além da remuneração, estão previstos benefícios como auxílio alimentação, auxílio transporte e assistência saúde. Contudo, para participar da seleção, os candidatos precisam ter diploma de nível superior, em nível de graduação, e de pós-graduação stricto sensu, em nível de mestrado.

 As vagas são para as áreas de administração, de dados geoespaciais, demografia, finanças públicas, geodésia física, geografia agrária, geomorfologia, gestão da qualidade, pedologia, sistema financeiro, sociologia rural e sociologia/ economia com olhar social. O trabalho desenvolvido pelo pesquisador é voltado à atividades específicas de destino e pesquisa científica, tecnológica e metodológica em matéria estatística, geográfica, cartográfica, geodésica e ambiental. Vagas para Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas estão distribuídas entre as seguintes cidades da Bahia: Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Brumado, Camaçari, Cipó, Conceição do Coité, Esplanada, Eunápolis, Ibotirama, Ipiaú, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itapetinga, Jaguaquara, Jequié, Jeremoabo, Livramento de Nossa Senhora, Morro do Chapéu, Paulo Afonso, Poções, Porto Seguro, Remanso, Riachão do Jacuípe, Santa Maria da Vitória, Santa Maria de Cássia, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, São Francisco do Conde, Seabra, Senhor do Bonfim, Serrinha, Valença e Xique-Xique).

As inscrições podem ser feitas até o dia 31 de outubro através do site www.cesgranrio.org.br e a taxa é de R$ 140. A seleção será realizada por meio de prova discursiva e análise de títulos. O curso terá validade de 1 ano e poderá ser prorrogado pelo mesmo período. A prova acontece no dia 8 de dezembro.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia