O Tribunal Regional Federal da 2ª Região negou novamente nesta quarta-feira (10) pedido para derrubar uma liminar que barrou a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) no Ministério do Trabalho. Desta vez, recorreram ao tribunal a Advocacia-Geral da União e a própria Cristiane Brasil – a decisão de manter a liminar foi do juiz Vladimir Vitovsky. Nesta terça (9), o juiz Guilherme Couto de Castro já havia negado a cassação da liminar. A deputada foi condenada a pagar R$ 60 mil a um de seus motoristas e fez acordo com outro profissional, pagando R$ 14 mil para evitar uma condenação.