WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

dezembro 2017
D S T Q Q S S
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  




:: ‘Saúde’

Dezembro Laranja traz alerta sobre o câncer de pele

Dos tumores malignos, o câncer de pele é o de maior incidência no Brasil. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), anualmente são estimados mais de 175 mil novos casos. Apesar dos números, também é o que tem a mais baixa mortalidade, desde que detectado precocemente. E esse é o mote da campanha do Dezembro Laranja 2017 – promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – que este ano traz o slogan ‘Se exponha, mas não se queime’, alertando a importância da prevenção e do diagnóstico prévio da doença. “Apesar da genética e do fototipo de pele influenciar no surgimento de tumores, a incidência de câncer de pele não melanoma pode ser reduzida em 78% com o uso regular de fotoprotetores e nos melanomas a redução pode chegar a 50%, pela simples utilização contínua do protetor solar”, alerta Gabriela Diniz, dermatologista do Hapvida Saúde.  :: LEIA MAIS »

Moscas ajudam a transmitir bactérias que causam gastrite e úlcera, diz estudo

Um estudo revela que as moscas podem carregar centenas e diferentes espécies de bactérias prejudiciais aos seres humanos. A pesquisa foi publicada na revista no “Scientific Reports” nesta sexta-feira (24). Pesquisadores analisaram 116 moscas de três diferentes continentes – algumas delas foram coletadas no Brasil. Nessas amostras do país, pesquisadores encontraram o patógeno Helicobacter pylori (H pylori), bactéria presente em pacientes de úlcera e gastrite. Até hoje, segundo o estudo, não se considerava que as moscas pudessem ser uma possível rota de transmissão. :: LEIA MAIS »

Tratamento para câncer de próstata ganha genérico inédito

A Anvisa publicou hoje (20) o registro do medicamento genérico acetato de abiraterona, que é utilizado no tratamento de pacientes com câncer de próstata metastático resistente a castração, em combinação com os medicamentos prednisona ou prednisolona. De acordo com a Lei dos Genéricos, a aprovação do medicamento deve reduzir os custos do tratamento, pois os medicamentos genéricos devem entrar no mercado com valor pelo menos 35% menor que o do produto de referência.  :: LEIA MAIS »

Estudo demonstra que é matematicamente impossível conter envelhecimento

Um grupo de pesquisadores norte-americanos demonstrou, matematicamente, que é impossível vencer o envelhecimento. Foram avaliados, segundo o G1, dois cenários: a indução de uma “seleção natural”, que levaria à eliminação das células mais lentas no organismo; e o uso de tecnologia para evitar a multiplicação desordenada das células. A partir de fórmulas matemáticas, os pesquisadores chegaram à conclusão de que é inconcebível que os dois cenários aconteçam simultaneamente. Enquanto o primeiro levariam a um aumento de células cancerígenas, o segundo tornaria as células mais lentas. ” :: LEIA MAIS »

Outubro Rosa: 5 dicas para prevenir o câncer de mama

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), até o fim de 2014, mais de 500 mil novos casos de câncer de mama serão diagnosticados no mundo inteiro. A estimativa é que até 2030, 21,4 milhões de mulheres tenham passado pela doença e 13,2 tenham entrado em óbito por causa do mal. Todos os anos acontece o Outubro Rosa, movimento popular iniciado em 1997 nos EUA com o objetivo de popularizar a conscientização sobre o que é o câncer de mama, além de homenagear as mulheres que já enfrentaram a doença. Além dos programas de conscientização (ações de corridas, partidas de boliches, etc.), durante o mês inteiro monumentos de todo o mundo iluminam suas respectivas luzes de rosa, a cor que simboliza a luta contra o câncer de mama. O grupo também distribui informações sobre como combater a doença.Quer saber como evitar o mal? Veja 5 dicas para prevenir o câncer de mama:

1 – Alimentação saudável

De acordo com o INCA, a alimentação equilibrada aumenta as chances de deixar o corpo protegido contra o câncer de mama. Abuse de frutas, cereais, verduras e feijões. Esses alimentos são capazes de diminuir os índices do hormônio estrogênio, que está entre os protagonistas do câncer de mama.

2 -Ômega-3

Ingerir alimentos que contenham Ômega-3 pode ajudar na prevenção da doença. De acordo com um estudo chinês, publicado na revista “British Medical Journal”, as pessoas que comem regularmente peixes e consequentemente ingerem Ômega-3 têm 14% a mais de chances de não ter câncer de mama. :: LEIA MAIS »

Sesab promove ações de combate à sífilis congênita

Neste sábado (23), Dia Estadual de Combate à Sífilis Congênita, maternidades estaduais da capital e do interior vão realizar ações de conscientização, prevenção e testagem para o diagnóstico da sífilis em homens e mulheres. O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, acompanhará as atividades no Hospital Geral Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, a partir das 9h, e na Maternidade Albert Sabin, em Salvador, às 10h30.  :: LEIA MAIS »

Número de fumantes passivos diminui 42% em oito anos, diz Ministério da Saúde

Nos últimos oito anos, o número de fumantes passivos diminuiu quase pela metade. De acordo com pesquisa do Ministério da Saúde feita nas 26 capitais e no Distrito Federal, a proporção de pessoas que não fumam mas são expostas à fumaça de cigarro caiu de 12,7% em 2009 para 7,3% no ano passado, o que representa uma queda de 42,5%. Os dados foram apresentados hoje (29) por conta do Dia Nacional de Combate ao Fumo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabagismo passivo foi a 3ª maior causa de morte evitável no mundo, ficando atrás apenas do tabagismo ativo e do consumo excessivo de álcool. :: LEIA MAIS »

Cientistas desenvolvem adesivo que pode substituir vacina contra gripe

Pesquisadores da Universidade de Emory e do Instituto de Tecnologia da Geórgia estão desenvolvendo um adesivo que pode substituir as vacinas contra a gripe. O material é composto por microagulhas, que depositam o vírus inativo da vacina na pele sem provocar dor. O produto está na primeira fase de testes clínicos e tem entusiasmado os cientistas, com resposta imunológica muito próxima da vacina, conforme informações do “O Globo”. Dos efeitos colaterais, os pesquisadores identificaram coceira na região onde o adesivo foi aplicado em 80% dos pacientes.  Já com relação a dor,  há menos de 50% de queixas se comparado com as injeções . A pesquisa está sendo feita com 100 pacientes, sendo que alguns foram receberam a vacinação convencional e outros receberam o adesivo, que fica no pulso por 20 minutos

Viver Bem: Saiba como aproveitar as ‘tentações’ juninas sem problemas para a saúde

Junho é, sem dúvida, um dos meses mais festivos e alegres do ano, especialmente no Nordeste brasileiro, onde as festas em homenagem a Santo Antônio, São João e São Pedro mexem com as pessoas e com a economia local. Os arraiais contam com apresentações de quadrilhas, bandas de forró e sertanejo, e, claro, comidas típicas, as deliciosas tentações juninas. A gastronomia junina é repleta de bolos, mingaus, canjica, milho, amendoim e pamonha. Isso, sem contar os doces como pé-de-moleque, maçã do amor, paçocas, balinhas de jenipapo e tantos outros. Só de pensar, dá até vontade de suspirar! Mas é preciso ter muito cuidado, pois a maioria dos alimentos é altamente calórica. Diante de tantas opções, a nutricionista Marília Araújo, do Hapvida Saúde, garante que é possível aproveitar com moderação e fazer algumas escolhas mais saudáveis.

Aqui, a especialista listou algumas dicas preciosas para quem adora a culinária junina!

1) ‘Forrar’ o estômago – Antes de sair de casa, coma algo mais leve para não chegar com muita fome e acabar descontando nos alimentos vendidos nos arraiais. Sem tanta necessidade de comer, você vai poder se deliciar na medida certa e não ficar se sentindo cheio de mais, o que até compromete a noite de festa. Afinal, você talvez nem tenha disposição para levantar e dançar as famosas quadrilhas juninas se ficar muito pesado. :: LEIA MAIS »

Recém-nascidos devem fazer Teste do Pezinho até o 5º dia de vida

Em 2016, mais de 2,3 milhões de recém-nascidos fizeram o Teste do Pezinho em todo o país. Ele é capaz de indicar a existência de doenças genéticas, endocrinológicas e metabólicas que não apresentam evidências clínicas no nascimento. No Dia Nacional do Teste do Pezinho, celebrado hoje (6), o Ministério da Saúde recomenda que o sangue do recém-nascido seja coletado preferencialmente entre o 3º e o 5º dia de vida.“Essa triagem serve para fazer a detecção precoce de doenças. O ideal é diagnosticá-las na fase pré-sintomática para que se possa fazer o tratamento e minimizar os danos à criança”, disse a pediatra e neonatologista do Departamento Científico de Neonatologia da Sociedade Brasileira de Pediatria, Silvana Salgado Nader. :: LEIA MAIS »

Consumo de mais carne vermelha é associado a maior risco de morte por diversas causas

O consumo de carne vermelha está relacionado ao aumento do risco de desenvolvimento de oito doenças, , incluindo câncer, diabetes e doenças cardíacas. Uma pesquisa desenvolvida nos Estados Unidos avaliou 534 mil adultos com idades entre 50 e 71 anos e apontou que aqueles que consumiram mais carne vermelha tiveram um risco 26% maior de morrer por uma série de causas, comparado aos que comiam menos carne vermelha. Já as pessoas que comiam mais carne branca, a exemplo de frango e peixe, tiveram risco 25% menor de morrer pelas mesmas doenças.”Nossos achados confirmam estudos anteriores sobre a associação entre carne vermelha e morte :: LEIA MAIS »

Médicos alertam para risco de complicações vasculares no verão

veraoCom o início do verão e o aumento das temperaturas, os cuidados com a saúde devem ser redobrados, afirmou o diretor da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), Julio Peclat. Em parceria com a Sociedade de Cardiologia do estado do Rio de Janeiro (Socerj), a entidade está alertando a população sobre as mudanças fisiológicas que as elevadas temperaturas podem provocar no sistema cardíaco, além de vasodilatação, que ocasiona inchaço nos membros inferiores.“Do ponto de vista vascular, o calor gera um fenômeno chamado vasodilatação. Você tem uma dilatação dos vasos e isso gera aumento da estase venosa, ou dificuldade de o sangue dos membros inferiores chegar ao coração. Isso se torna mais lento e, muitas vezes, esse sangue sai de dentro para fora do vaso. Isso leva ao inchaço, aos edemas dos membros inferiores”, explicou.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia