WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Politica’

Chance de Dilma voltar à Presidência é ‘próxima de zero’, avalia historiador

IMAGEM_NOTICIA_5O governo de Dilma Rousseff sofreu a maior derrota do Partido dos Trabalhadores desde a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2003. Nesta quinta-feira (12), o Senado aprovou a abertura do processo de impeachment da presidente, que terá que ficar 180 dias longe do cargo até que o Congresso Nacional encerre a investigação por supostos crimes de responsabilidade. Mas para o historiador político Carlos Zacarias, a legenda ainda deve amargar a derrota por muitos anos, o que deve afetar as chances de uma eventual volta de Dilma ao cargo. :: LEIA MAIS »

IMPEACHMENT: TIRIRICA DEU UM “ZIGNAW” EM LULA

ZIGNAWO ex-presidente Lula ficou decepcionado com a atitude do deputado federal Tiririca (PR-SP), que votou a favor do processo de impeachment contra a presidente Dilma. “Esse cara esteve comigo hoje. Como ele faz isso? Ele ia votar com a gente”, desabafou Lula. No dia da votação, Tiririca foi recebido por Lula no quarto que o ex-presidente se hospeda em Brasília e garantiu que votaria contra à continuidade do processo. No domingo (17), foi a primeira vez que o parlamentar e ex-humorista usou o microfone do plenário da Câmara. “Senhor presidente, pelo meu país, meu voto é sim”, afirmou Tiririca ao votar. 

MALUF TAMBÉM

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, quem também esteve com Lula foi o deputado Paulo Maluf, mais um que disse “sim” a continuidade do processo. Maluf era contrário ao impeachment, mas mudou de ideia durante a comissão especial da Câmara. Correio

COMISSÃO DA CÂMARA APROVA PROCESSO DE IMPEACHMENT DE DILMA

13010597_1123991447624256_4487204996469197220_nPor 38 votos a 27, a comissão especial do impeachment na Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira (11) o parecer do relator Jovair Arantes (PTB-GO) favorável à abertura do processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff. Agora, o resultado da votação na comissão deverá ser lido no plenário da Câmara nesta terça-feira (12) e publicado no “Diário Oficial da Câmara” na manhã de quarta (13). Depois de respeitado um prazo de 48 horas, a expectativa é de que a votação no plenário da Câmara comece na próxima sexta-feira (15) e leve três dias, terminando no domingo (17). Para ser aprovado e seguir para o Senado, instância à qual cabe julgar a denúncia, são necessários os votos de 342 dos 513 deputados.

ITAPETINGA: DELEGADO ROBERTO JÚNIOR DESISTE DE ENTRAR NA POLÍTICA

Dr-Roberto-Junior-1Em Itapetinga o delegado Roberto Junior, foi o nome mais cobiçado para ser candidato a prefeito na eleição deste ano. O delegado foi procurado tanto pela base do governo, quanto pela oposição. Mas Roberto Junior decidiu não entrar na política e seguir a sua carreira na Polícia. Ele esperou até o último dia de filiação para comunicar a sua decisão: “ Eu optei por não entrar na política, a questão pessoal falou mais alto”, declarou Roberto.

RUBINHO CORDEIRO SURPREENDE COM NÚMERO DE PRÉ-CANDIDATAS DO SEXO FEMININO

A-RUBINHO-6O radialista e pré-candidato a prefeito, Rubinho Cordeiro vem surpreendendo, não só quanto à sua performance na corrida pela prefeitura do município, quanto ao número de mulheres que estão aderindo à sua campanha, no intuito de participar do pleito. Dessa vez, um dos nomes fortes que aparece ao seu lado é p de Eliana Paes, neta do finado mestre Déu. Até o presente momento, só no loteamento, Rubinho tem 3 candidatas do sexo feminino: Dona Vitória, Ismênia, e agora Eliana. Encontro de Rubinho para celebrar a chegada de Eliana no PCdoB aconteceu essa semana na rua Q do Loteamento Sinval Palmeira.  

Milton Marinho

O Itapetinguense Agnelo Queiroz é condenado pelo TRE e fica inelegível por 8 anos

agnelo-queiroz-originalO Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) condenou na noite desta quarta-feira, por unanimidade, o ex-governador Agnelo Queiroz (PT) e seu vice, Tadeu Filippelli (PMDB), por abuso de poder político. Os dois foram considerados inelegíveis por oito anos e também deverão pagar multa de 30.000 reais. Ainda cabe recurso da decisão.

A Corte entendeu que Agnelo e Filippelli, que perderam a eleição para o atual governador, Rodrigo Rollemberg (PSB), usaram de propagandas institucionais para se favorecer na campanha de reeleição em 2014. Na ação, a chapa adversária acusou a chapa do ex-governador de usar o dinheiro público para se promover. Um dos exemplos citados na peça é a adoção do vermelho, a cor do PT, nas poltronas do Estádio Mané Garrincha, reconstruído para a Copa do Mundo durante a gestão de Agnelo.

Para o advogado Herman Barbosa, que representa o ex-vice, a punição foi equivocada. “O Tribunal afirmou a propaganda feita pelo governo só poderia ser de utilidade pública e não institucional. Mas a jurisprudência do TSE é pacífica em admitir a propaganda institucional para divulgar obras serviços e projeto de governo”, afirmou, antecipando que irá recorrer da decisão. A defesa de Agnelo não foi localizada. :: LEIA MAIS »

Datena anuncia desistência de candidatura à prefeitura de São Paulo

IMAGEM_NOTICIA_5 (3)José Luiz Datena não vai mais desistir da televisão para ingressar na política. Durante seu programa de rádio, o “Nossa Área”, nesta segunda-feira (18), o apresentor afirmou que não sairá mais candidato à prefeitura de São Paulo. Ele culpou a denúncia de corrupção contra o partido que estava afiliado, o PP, como motivo da desistência. “Não posso permanecer em um partido que tomou mais de R$ 300 milhões da Petrobras”, disse. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o esquema de corrupção sustentado pelo PP na Petrobras (Leia Aqui), que tinha como principais operadores o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef, desviou R$ 357,9 milhões dos cofres da estatal, entre 2006 e 2014.Datena era pré-candidato pelo PP e poderia disputar as eleições com o colega de TV João Dória Jr, do PSDB, e com Celsso Russomanno, que deverá sair candidato pelo PRB.

CONFIRA O CALENDÁRIO ELEITORAL DE 2016 PARA ELEIÇÃO DE PREFEITOS E VEREADORES

ELEIÇÃO-20162016 é um ano importante para a política. Em 2 de outubro, brasileiros irão às urnas para escolher prefeitos e vereadores. Neste ano, o calendário eleitoral tem mudanças em relação a eleições passadas. Uma delas é a redução no tempo de campanha: começa em 16 de agosto e terá 45 dias e não mais 90. A propaganda no rádio e na TV também diminuiu de 45 para 35 dias, e começa em 26 de agosto.

Quem quiser concorrer em 2016, deve se filiar até o dia 2 de abril, seis meses antes da data da eleição. Em anos anteriores, a exigência era estar filiado um ano antes do pleito. As convenções para a escolha dos candidatos pelos partidos e a deliberação sobre coligações devem ser feitas de 20 de julho a 5 de agosto de 2016. O prazo antigo estipulava que as convenções partidárias deveriam acontecer de 10 a 30 de junho do ano da eleição.

O prazo para desincompatibilização varia de acordo com o cargo pretendido. Secretários municipais que desejam concorrer a vereador, por exemplo, devem deixar seus cargos seis meses antes da eleição. Prefeitos, vices e vereadores que disputam a reeleição não precisam deixar seus cargos.

Os eleitores que quiserem fazer ou transferir o título e alterar a seção eleitoral devem encaminhar a solicitação até o dia 4 de maio.

Em caso de segundo turno, a eleição ocorre no dia 30 de outubro.

Confira abaixo o calendário completo:
:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia